13 de maio de 2017




 O DIA INTERNACIONAL De DIZER :


Tá pensando que tá falando com quem? Ou, “Tá pensando que sou sua empregada? ”, ou:” Você achou isso aqui? -Não. Então vai guardar no lugar certo” ou :” Um dia você vai ter filhos iguais a você, aí vai ver o quanto eu sofro”, ou essa: “Isso não é um quarto, é um chiqueiro”, ou quem sabe essa: “Quando você for dono do próprio nariz, você faz o que quiser”; ou essa: “Vou contar até dez...”, ou : “Não faz mais que sua obrigação”, ou essa: “você acha que eu tenho cara de banco?”, ou: “Mas você não é todo mundo”, ou quem sabe você já não ouviu também essa: “Juízo em, quando chegar me ligue.”, ou tem essa também: “Ah, eu te avisei, não avisei?, ou  essa aqui: “Não adianta correr, que vai ser pior”; ou: “Não grita porque não sou surda”, ou “ Quando chegar em casa vamos ter uma conversinha, tá ouvindo?; ou um : “Você acha que sou sócia da CEMIG? , ou um: “Porque não”, ou essa: “Leva um casaquinho”, ou essa : “ Se eu for ai e achar...”, ou essa: “Esqueceu?! Só não esquece a cabeça porque tá grudada no pescoço”; ou: “Fiz o almoço, a louça é toda sua. ” , ou quem sabe essa: “Tudo eu nessa casa”, ou:  “Leve o guarda-chuva porque vai chover”, ou uma essa: “ Você é igualzinho seu pai“; ou essa: “Quando eu tinha a sua idade eu trabalhava e estudava”, ou: Você já viu Cor desse seu pé em cima do meu sofá? , ou tem essa: “ Engole esse choro..”, e a mais recente que já virou um clássico: “Sai do FACEBOOK e vai ler um livro”...E essa com certeza todos já ouviram: “EU SOU SUA MAE E VOU ESTAR SEMPRE AO SEU LADO”.

È  em meio a turbilhoes de razões que o HOJE é DIA de COMEMORAR por ELA e com ELA !

MÃE...
MÃE, certeza que nos transporta do lugar do desespero para o lugar da paz.
MÃE, que sem economia de palavras, amparada e afaga.
MÃE, mesmo que ainda com palavras ásperas, ainda assim são impregnadas de amor.
MÃE, ama com afeto desmedido e incontido.
MÃE; para ELA coisas simples são as coisas principais.
MÃE; não podes evitar todos os choros, mas com certeza Deus, limpará dos teus olhos toda lágrima.
MÃE; que por vezes forçada pelas circunstâncias se ausenta.
MÃE; sempre sabe! Por vezes iletrada, me libertar da minha ignorância.
MÃE; que apesar do cansaço aparente, está sempre disposta a esquentar seu jantar.
MÃE, sempre enxerga com olhos cheios de esperanças.
MÃE; dessossegada á olhar pela janela, preocupada com a violência dos homens; dá graças a Deus quando ouve: "estou voltando pra casa".
MÃE, é esse ser inexplicável que apesar de tanta dor ao chorar pela perda de um filho é capaz de agradecer a Deus por saber que seu filho está de fato livre deste mundo tenebroso;MÃE, que vive pelas felicidades dos filhos, jamais se entristece com a plenitude deles em Deus.
MÃE; matéria que um dia vai nos deixar, e só ai teremos a consciência de que nem sempre demos o valor devido; e vai ser muito duro não sentir o afago de suas mãos e não ouvir mais sua voz .
MÃE; quando se fala de amor; esse é o primeiro nome que me vem ao pensamento.
MÃE; quem ainda a tem, sempre tem pra onde voltar.

Mãezinha, Nair Itaboray  a você a minha gratidão. Oro para que você se glorie na esperança da glória de Deus, na qual estais firme .Te amo!
Silvania Itaboray.