10 de janeiro de 2016

A entrega não pressupõe reciprocidade. Quem doa, seja lá o que for, não deve esperar nenhum tipo de recompensa, caso contrário, não será doação, será troca.
Há quem doa para acumular capital sobre quem recebe. Pensa que, porque deu, se apoderou da vida de quem deverá permanecer eternamente dependente da generosidade alheia. Não houve doação, foi armadilha.
Mesmo em uma relação. Reconheço a importância elementar da reciprocidade, no entanto, se ela for a razão da entrega o dia da frustração provavelmente virá.
A vida está cheia de exemplos de doação. A chuva, doação das nuvens, o sol, doação do espaço, o oxigênio, doação das plantas, a vida que é doação. Nossos corpos que um dia serão doados para terra e virarão outra coisa. É a lógica da vida. O que era deixará de ser para que novas realidades aconteçam. A vida e seus processos de doação, de renovação, de constante movimento de entrega, sem nenhuma expectativa de reciprocidade. - flaviosiqueira.com