20 de dezembro de 2015

Há dias que a gente se sente como quem partiu ou morreu—conheço esse dia! Há dias que a gente se sente como quem chegou ou ressuscitou—conheço esse dia! Há dias que a gente se sente como quem voltou, sem nunca ter ido; como quem ressuscitou, sem nunca ter morrido—conheço esse dia! Há dias que a gente se sente como quem deveria chorar, mas só consegue rir; como quem deveria rir, mas só consegue chorar—conheço esse dia! Há dias que a gente se sente como quem nunca deveria ter nascido, mas sabe que teria sido um desperdício não ter vindo; como quem nunca foi visto, mas ninguém pode negar sua presença—conheço esse dia! Há dias que a gente se sente como quem deveria se desesperar, mas só sabe ter esperança; como quem deveria não ter esperança, mas não consegue se desesperar—conheço esse dia! Há dias de luz e dias de trevas! Há dias...conheço muitos deles! Basta a cada dia o seu próprio mal!
Hoje é o dia que o Senhor fez, alegremo-nos e regozijemo-nos nele! Eis que estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos—garantiu o Deus de cada dia!