14 de outubro de 2013




A “obra” não é um caminho fácil...
Literalmente, quando o nosso único chão é o envolvimento com a “igreja” e o chamado “ministério” exercido nela (igreja) quando as decepções chegam, não sobra nada... 
Pode até ser que seu chamado seja para algo dedicado no “ministério”,mas essa tem que ser uma escolha irresistível de Deus. 
Não se candidate por conta própria. Pense. Ponha tudo isso na mão do Pai e deixe que Ele vá guiar você. Enquanto isto, tudo o que lhe vier às mãos para fazer, faça-o de todo o coração. Ele, que sabe o nosso caminho.
Ordenação humana nenhuma dá nada a ninguém senão um “título”;foram apenas “ordenados” pelos homens, mas não carregam o dom de Deus no coração. 
Se você quer servir a Deus, e somente a Deus, sirva-o com os dons que Ele deu a você.
A coisa virou um mercado de “títulos” que na maioria das vezes não correspondem a nada, senão à vaidade dos titulados. Onde quer que um genuíno dom de Deus se manifeste, homem nenhum poderá contê-lo. 
Creio na Graça de Deus, que ordena a quem já ungiu; e quando o faz, homem nenhum pode segurar tal realidade, muito menos impedi-la. 
Desejamos vero Corpo Vivo de Cristo, onde cada parte coopera para o crescimento do Corpo, conforme os dons que cada um recebeu segundo a Graça. 
Quem não gostar, brigue com Paulo (Apostolo), não comigo.
Deixe essa amargura de lado, e sirva a Deus por Deus; não para ter reconhecimento dos homens!