20 de maio de 2011

AOS PREGAMORES DO EVANGELHO!

Pregar o Evangelho com palavras e com a dedicação de quem vive apenas para fazê-lo, é como a existência de um cozinheiro, cujos elementos usados para cozinhar são encontrados apenas no jardim/pomar da Palavra que esteja plantada em seu coração.

Encontrados os elementos, o cozinheiro os põe nas panelas de seu ser para preparar.

Uma vez que tudo esteja pronto nele/panela, ele, que é também o Chef, prova antes em si mesmo, e, estando bom, ele serve aos demais.

O problema é o pregador Fastfood...

Ele compra pronto...

Ele encomenda...

Ele pede no Delivery...

Ele tem que viver fazendo promoções...

Assim, o negócio da vida dele passa ser o de dono de restaurante de franquias consagradas...

Pregador!

Seja uma pregamor!

Sirva apenas o que for comida verdadeira em seu próprio coração, alimento plantado nele, colhido nele, e preparado por você, em você, para você; e, depois, só depois, para os outros; aos quais você servirá com alegria de um servo que se apresenta diante do Rei com os melhores e mais excelentes pratos, tanto em sabores quanto na saúde de seus conteúdos.

(Caio,Domingo, dia 17 de maio de 2009)