25 de janeiro de 2011

CONSTRANGIMENTO




O amor deve ser a única força a nos constranger a qualquer coisa que fazemos ou deixamos de fazer.

Assim, algumas expressões deveriam ser banidas entre nós, tipo: “o sumido, o turista, etc..”. E mesmo perguntar por que não veio ou se virá, enfim, qualquer pergunta que deixe a pessoa constrangida é absolutamente desnecessária. Cada um sabe bem de si e onde deve ir e como participar.

No Máximo deveríamos usar: "SAUDADES DE VOCE", mas esta expressão deve ser usada só quando de fato reflete a verdade, pois também ela pode se tornar uma espécie de cobrança.

É importante se “congregar”; e, tanto mais quanto vejamos “que o Dia se aproxima” — conforme nos diz a Carta aos Hebreus. Entretanto, isso é feito não como condição, para nada celestial, mas apenas para o nosso conforto e fortalecimento na fé e na esperança.

Até hoje, vou por que quero e que Deus me ajude a ser sincera e dizer que não irei quando não mais quiser ir.

Trechos do texto: Direito de ir e Vir - Graça & Cia 
 http://gracaecia.blogspot.com.br/2010/11/direito-de-ir-e-vir.html